quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Violência doméstica se agrava durante a pandemia. Descubra como encontrar ajuda!

Em meio à crise do novo coronavírus, o isolamento social tem sido a medida mais segura para amenizar o contágio e a propagação do vírus. Mas um outro problema, que já acontecia, acabou se evidenciando com homens e mulheres mais tempo dentro de casa: a violência doméstica. O número de agressões aumentou nos últimos meses. Segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, a quantidade de denúncias de violência contra as mulheres recebidas no canal 180 cresceu quase 40% se compararmos os meses de abril de 2020 e abril de 2019.


Só que este não é um problema recente. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), sete em cada dez mulheres no planeta foram ou serão violentadas em algum momento da vida. O que muitas pessoas ainda se perguntam é o que fazer nesses casos e a quem recorrer?  No fim deste artigo trazemos dicas de onde é possível buscar ajuda. Existem também campanhas que incentivam as denúncias e promovem conscientização sobre o assunto. Uma delas é a campanha do Instituto Maria da Penha (IMP) que fez um alerta sobre a violência doméstica durante a pandemia do novo coronavírus, forçando muitas mulheres a se isolarem em casa com seus agressores.

A campanha pode ser vista nesse link > https://www.youtube.com/watch?v=A6CslhHgTrA&feature=emb_logo


Uma outra campanha promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) pretende incentivar as vítimas de violência doméstica a denunciarem agressões nas farmácias. Chamada "Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica", a campanha incentiva as mulheres que sofrem violência a mostrarem um X vermelho na palma da mão para que o atendente ou o farmacêutico entenda que se trata de uma denúncia e, em seguida, acione a polícia e encaminhe o acolhimento da vítima. A ação é voltada para as mulheres que têm dificuldade para prestar queixa de abusos, seja por vergonha ou por medo.


Onde procurar ajuda?

É possível procurar ajuda na Unidade Básica de Saúde, no CRAS (Centro de Referência de Assistência Sociale no CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social)

Confira os endereços e telefones

CRAS

R. José Manoel Camisa Nova, 100 - Jardim Leticia, São Paulo

CASA SOFIA 

Casa Sofia iniciou seus trabalhos em 1999, como um movimento comunitário na região do Jardim Ângela. Em 2001, a organização firmou um convênio com a Secretaria Municipal da Assistência e Desenvolvimento Social, passando a atuar como Centro de Defesa e Convivência da Mulher, tendo como mantenedora a Sociedade Santos Mártires. Contato> (11) 5831-3053

Projeto Construindo Novos Valores

É voltado para homens autores de violência doméstica. Telefone com WhatsApp: (11) 95123-7672.

Telefones para denúncias

O disque-denúncia para casos de agressão contra mulheres é o 180. Em casos de emergência, como quando a agressão está acontecendo, ligue 190. Após intervenção, os agentes de segurança irão orientar vítimas e testemunhas sobre os próximos passos de denúncia.


Conversamos sobre esse assunto com Rosita da Cruz, que atualmente é presidente do "Instituto Novos Valores" e já atuou oito anos na Casa Sofia como assistente social. Ela explica o que é a violência doméstica e os espaços e canais de busca e ajuda no território do Jardim São Luís e Jardim Ângela. Assista ao vídeo > 




terça-feira, 11 de agosto de 2020

Lista de educandos para a Escola Empreendedora

Lista de educandos para os cursos de Assistente Administrativo e Gestão para o Comércio.

A matrícula será realizada por telefone e o preenchimento da ficha será realizado com um responsável.

A equipe entrará em contato do dia 11 até o dia 21 de agosto 


Tenha em mãos os seguintes documentos> 

RG

CPF

NÚMERO DO CARTÃO DO SUS

ENDEREÇO 

TELEFONES PARA CONTATO


Assistente Administrativo: 


Gestão para o Comércio: 




quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Lista de educandos para o Centro Para Juventude

Em virtude da pandemia a matrícula será realizada por telefone e o preenchimento da ficha será realizado com um responsável. Fiquem atentos a chamada telefônica e tenham em mãos os documentos pessoais.

Nossa equipe entrará em contato no período de 06 ao dia 14 de agosto.



terça-feira, 30 de junho de 2020

Ingredientes para realizar o escalda-pés

A prática de escalda-pés é milenar, tem origem na medicina chinesa e é muito relaxante, pois ativa as cerca de 70 mil terminações nervosas dos pés e que estão diretamente ligadas a órgãos do corpo inteiro.

Para realizar a prática, você vai precisar de uma bacia onde caibam seus pés sem ficarem apertados (afinal, a ideia é relaxar), deixando-os ficar na água pelo tempo em que esta permanecer quentinha. Você pode colocar os ingredientes de acordo com o que tiver em casa, lembrando que cada um deles proporciona sensações diferentes. Segue abaixo uma listinha com o benefício de cada um> 

Sal grosso - ativa a circulação e ainda você pode aproveitar para fazer uma esfoliação nos seus pés. (tem pressão alta deve evitar usar o sal grosso)

Casca de laranja - A gente sempre joga fora, mas nela tem óleo essencial maravilhoso, e na água morna o vapor cítrico sobe trazendo uma sensação de bem-estar, paz e  leveza.

Chá de camomila – Despeje o chá numa bacia e mantenha os pés por 20 minutos. A camomila tem propriedades relaxantes, e você pode dobrar a receita tomando o chá enquanto faz a prática.

Chá de capim-limão -  Despeje o chá numa bacia e mantenha os pés por 20 minutos, coloque o capim na bacia também.

Refresca-pés – Misture os ingredientes: 5 gotas de óleo essencial de hortelã ou folhas de hortelã maceradas com sal marinho. Ponha os pés na mistura por 10 a 15 minutos e sinta o frescor da hortelã.

Outros ingredientes que você pode colocar são lavanda, malva, manjericão, alecrim, canelatodos eles têm seus benefícios, trazendo uma sensação de relaxamento, ajudando a combater a insônia, por exemplo.

Você tem bolinhas de gude? Coloque na bacia também e massageie seus pés pisando sobre elas.

O ideal é fazer o escalda-pés à noite! Lembre-se de ter uma toalha ao lado, para secar os pés assim que acabar. Em seguida, massageie com creme hidratante. E atenção: É importante depois disso manter os pés quentinhos!





quarta-feira, 24 de junho de 2020

Dia Mundial dos Oceanos

Mesmo que o nosso planeta se chame Terra, a proporção de água é muito maior, e é onde estão também os oceanos. Na semana do dia 08 de junho é comemorado o Dia Mundial dos Oceanos. O oceano conecta todos os povos, é responsável pela produção de quase todo o oxigênio que respiramos, possui uma variedade imensa de tipos de animais e plantas. 

Porém, hoje, o oceano e sua diversidade correm riscos devido à imensa quantidade de lixos jogados no mar, que, dependendo do material, por exemplo o plástico, vai durar 500, 600 anos. Muitos desses plásticos são ingeridos por alguns animais que acham que é sua comida (alga e água-viva, por exemplo), e, aos poucos, esse lixo acaba matando os animais que ali vivem. Hoje já tem tanto lixo no mar que eles formaram ilhas de plástico.

Mas, mesmo eu que moro longe do mar, tenho alguma responsabilidade?

Sim, todos nós temos, pois as águas dos nossos córregos e rios se juntam e vão desaguar no mar! Por isso, algumas simples mudanças de atitude já ajudam, como diminuir a quantidade de consumo de plástico (o quanto puder evitar, evite), não jogar lixo no chão, pois a chuva leva o lixo para o rio, e esse lixo é levado ao mar, poluindo-o. E, um terceiro ponto, é que informação é muito importante e, agora que você já sabe, ao ver o seu amigo ou parente jogando lixo na rua, você explica para ele o motivo de não jogarmos lixo na rua. A natureza, o oceano e a vida agradecem!

Dicas legais de filmes para se inteirar melhor do assunto: 

Netflix - Oceano de plástico - https://www.netflix.com/br/title/80164032

Youtube - A história das garrafas de plástico - https://www.youtube.com/watch?v=3lxdBt-KeJU

E, para as crianças, desenhos, como "Procurando Nemo" e "Procurando Dory", mostram um pouco dessa rica diversidade de espécies de animais e plantas no oceano.

Outro desenho que recomendamos e que está na Netflix é "Ponyo- Uma amizade que veio do mar", que fala sobre a amizade de um garoto que encontra um peixinho dourado dentro de uma garrafa. (https://www.netflix.com/br/title/70106454)

Texto escrito por Luciana Buitron -Educadora do Centro de Educação Ambiental